Ginástica Laboral: História, Princípios e Importância para as Empresas Blog Accurate

Ginástica Laboral

Ginástica Laboral: História, Princípios e Importância para as Empresas

A Ginástica Laboral é uma prática que tem se tornado comum em muitas empresas, principalmente àquelas com atividades repetitivas. 

Incluir essa modalidade de cuidado para os colaboradores da empresa é além de essencial, um grande benefício para todos. 

Pensando nisso, aqui você vai encontrar um conteúdo completo sobre a ginástica laboral. 

Continue acompanhando e conheça a história, os princípios e a importância de tal prática para as empresas.

Como tudo começou

Os primeiros registros da prática de Ginástica Laboral são de 1925, em que operários da Polônia faziam uma pausa adaptada de acordo com cada ocupação para se exercitarem.

Após alguns anos esse tipo de pausa para prática de exercício começou a ser introduzido na Holanda e Rússia. 

No início da década de 60 ela começou a ser praticada na Alemanha, Suécia, Bélgica e Japão.

E no final da década de 60 os Estados Unidos criou uma das mais significativas avaliações sobre a saúde do trabalhador, a International Management Review.

No Brasil, foi a partir de 1901 que houveram manifestações sobre as atividades no ambiente de trabalho, entretanto, essa proposta foi publicada apenas em 1973. 

Algumas empresas começaram a investir em empreendimentos com opção de lazer e desporto para os seus funcionários.

Como exemplo temos a Fábrica de Tecidos Bangu, a pioneira, e o Banco do Brasil, com a posterior criação da Associação Atlética do Banco do Brasil.

A Ginástica Laboral é definida como uma atividade física destinada aos colaboradores da empresa durante o expediente de trabalho com uma pausa entre 10 e 15 minutos. 

Sua base está nas técnicas de alongamento, respiração, percepção corporal, reeducação postural e compensação dos músculos.

O principal objetivo é prevenir e diminuir os casos de LER/DORT e a diminuição do estresse.

Tipos de Ginástica Laboral

Ginástica laboral preparatória

A Ginástica Laboral Preparatória é realizada antes do horário de trabalho, tendo como objetivo preparar o colaborador para as suas tarefas conforme suas necessidades.

Sejam elas de velocidade, força ou de resistência para o trabalho, aquecendo e despertando os mesmos e aperfeiçoando a coordenação. 

Também tem o objetivo de prevenir acidentes de trabalho, distensões musculares e doenças ocupacionais.

Ginástica laboral compensatória

Kolling, um dos precursores da Ginástica Laboral no Brasil, define que este tipo de ginástica tem por objetivo o trabalho e o relaxamento dos músculos correspondentes que estão em contração durante a maior parte do tempo da jornada de trabalho. 

Essa é uma ginástica realizada durante o expediente de trabalho, visando quebrar a rotina do colaborador com exercícios que compensam seus esforços repetitivos.

Assim como fortalecer os músculos mais fracos, ou seja, os menos usados durante a jornada de trabalho.

Além, também, de alongar os mais solicitados, proporcionando, dessa forma, compensação dos músculos agonistas para com os antagonistas, de forma equilibrada.

Sendo assim, exercícios físicos realizados durante ou após a jornada de trabalho atuam de forma terapêutica, diminuindo o estresse através do alongamento e do relaxamento.

Ginástica laboral de relaxamento

É de grande importância desenvolver exercícios específicos de relaxamento, principalmente em trabalhos com excesso de carga horária ou em serviços de cunho intelectual. 

Nesse sentido, a Ginástica Laboral de Relaxamento é praticada ao final do expediente, com o objetivo de relaxar o corpo.

E mais especificamente, extravasar tensões das regiões que acumulam mais tensão, proporcionando também um relaxamento mental aos colaboradores.

Ginástica laboral corretiva

A finalidade da Ginástica Laboral Corretiva é estabelecer o antagonismo muscular, utilizando exercícios que visam fortalecer os músculos fracos e alongar os músculos encurtados.

Ela é destinada ao indivíduo portador de deficiência morfológica, não patológica, sendo aplicada a um grupo reduzido de pessoas.

A aplicabilidade da Ginástica Laboral Corretiva tem como objetivo trabalhar grupos específicos dentro da empresa, em conjunto com a área da medicina do trabalho, da enfermagem e da fisioterapia.

Sua finalidade é recuperar casos graves de lesões, de limitações e de condições ergonômicas.

Prevenção de doenças sérias

Cerca de 3,5 milhões de pessoas com mais de 18 anos têm ou já tiveram diagnóstico de Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) no Brasil.

Esses dados são provenientes da Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentada em 2014.

A Pesquisa Nacional da Saúde, mostrou que 18,5% da população adulta do Brasil é acometida por doenças crônicas na coluna, totalizando cerca de 27 milhões de pessoas.

Os problemas localizados na região da lombar são muito comuns e por isso, em 2013, verificou-se que a incidência de dores nas costas foi o problema que mais afastou funcionários dos postos de trabalho.

A prática de exercícios no local de trabalho afasta todos esses problemas citados acima e ainda minimiza o estresse laboral. 

Segundo a Presidente da Associação Brasileira de Ginástica Laboral (ABGL), Valquiria Aparecida de Lima: a ginástica laboral em poucos minutos consegue ativar o corpo e oxigenar melhor a parte muscular. 

Ela ressalta que: “a parte mais importante é a integração social, obtendo assim o alívio do estresse”.

Benefícios da Ginástica Laboral

A ginástica laboral proporciona benefícios tanto para o colaborador quanto para a empresa.

Além de prevenir a LER/DORT, ela tem apresentado resultados mais rápidos e diretos como a melhora do relacionamento interpessoal e o alívio das dores corporais.

Segundo a Revista CONFEF, um estudo desenvolvido no Banrisul, Banco do Estado do Rio Grande do Sul e na Petroquímica Triungo, no período de 2003 a 2006, registrou-se uma redução de 44% dos novos casos de LER/DORT após a implantação da ginástica laboral.

Partindo desse pressuposto, evidências têm demonstrado que a ginástica laboral, tem apresentado benefícios em períodos médios de três meses a um ano.

Entre os benefícios estão:

  • a redução de casos de LER/DORT; 
  • redução dos custos com assistência médica; 
  • alívio das dores corporais;
  • diminuição das faltas;
  • mudanças de estilo de vida; 
  • e até aumento da produtividade.

Prevenção de outras doenças

A rotina de atividades físicas e alongamentos proporcionados pela ginástica laboral podem prevenir a ocorrência de doenças relacionadas à rotina de trabalho.

Redução do sedentarismo é relacionado por se tratar de uma série de atividades que desenvolvem todo o corpo.

Sendo possível ainda a redução de depressões e a ansiedade causadas pela rotina de trabalho e a necessidade de produtividade.

Melhoria de Condicionamento Físico

Apesar das séries de exercícios serem simples, a série é voltada para o alongamento do corpo, respiração e compensação muscular.

De acordo com a atividade desenvolvida na empresa, é possível melhorar a flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e resistência, promovendo uma maior mobilidade e restabelecimento da postura.

A melhora do condicionamento físico traz como consequência a redução da fadiga e cansaço no final do expediente.

Pausas ocorridas ao longo de um dia de trabalho também reduzem a fadiga visual pelo uso constante de computadores e a fadiga mental.

O alívio e o fortalecimento dos músculos proporcionam alívio para as tensões no ambiente de trabalho.

Uma vez que o comprometimento com o serviço prestado e a “cobrança” por resultados satisfatórios fazem com que o colaborador se sinta mais responsável e sobrecarregado. 

Melhoria combinada

A ginástica laboral atua no alívio das dores musculares e proporciona um ambiente descontraído, desfazendo situações de estresse entre a equipe.

Os exercícios proporcionam benefícios psicológicos como a melhora da autoestima e autoimagem, mesmo que somente no ambiente de trabalho.

É de grande importância salientar para não levar em consideração o aumento de produtividade de uma empresa baseando-se apenas na ginástica laboral.

Deve-se levar em conta um conjunto de atributos que envolvem a ginástica, a ergonomia, a produtividade, os benefícios e o investimento em qualidade de vida. 

Sendo assim, a implantação de um programa de ginástica laboral busca despertar nos colaboradores a necessidade de mudanças do estilo de vida e não apenas de alteração nos momentos de ginástica orientada dentro da empresa.

Portanto, é importante entender que ações isoladas pela empresa não surtirão o efeito desejado, sendo necessário um conjunto de melhorias que devem ser adotadas

Considerações Finais

Pensando nos tipos de ginástica laboral e num conjunto de promoção da saúde, podemos afirmar que ela traz inúmeros benefícios para os colaboradores.

Tais benefícios se estendem para a empresa que faz este tipo de investimento, promovendo a saúde e bem estar dos colaboradores.

Dependendo do tipo de promoção da saúde aplicada pela empresa é possível promover mudanças nos hábitos para a melhoria do estilo de vida, buscando a qualidade.

Quer saber mais sobre Ginástica Laboral?

Nesta Accurate Talks falamos com a nossa colaboradora Jessica Severino, formada em Educação Física. Ela explicou a respeito desse tema e ensinou alguns exercícios simples para incluir em sua rotina diária.

Saúde e Bem-Estar dos Colaboradores é um dos princípios da Accurate

Na Accurate a preocupação é frequente com a prevenção de problemas de saúde, assim como na conscientização dos colaboradores para uma melhor qualidade de vida. 

São realizadas diversas ações, eventos e palestras para sempre garantir o melhor para o colaborador. 

Venha fazer parte de nossa equipe, acesse a página de carreiras e veja as vagas em aberto. 

Não se esqueça de compartilhar esse conteúdo e continuar acompanhando o Blog e as Redes Sociais da Accurate: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e YouTube.

Referências

CONFEF, Ginástica Laboral. São Paulo, Revista Educação Física, agosto de 2004.

DE OLIVEIRA, J. R. G. A importância da Ginástica Laboral na prevenção de doenças ocupacionais. Revista de Educação Física – Nº 139:40-49, dezembro de 2007.

SAMPAIO, A. A., DE OLIVEIRA, J. R. G. A Ginástica Laboral na promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida no trabalho. Marechal Cândido Rondon, v.7, n.13, p. 2. sem. 2008.

__________. Ginástica laboral: 9 benefícios no ambiente de trabalho. Beta Educação, 18 de out. de 2016. Disponível em: <[https://betaeducacao.com.br/os-9-beneficios-da-ginastica-laboral-no-ambiente-de-trabalho/](https://betaeducacao.com.br/os-9-beneficios-da-ginastica-laboral-no-ambiente-de-trabalho/)>. Acesso em: 08 de ago. de 2021.

ARAÚJO, D. Ginástica Laboral: o que é, tipos e principais benefícios para os colaboradores. BEECORP Bem Estar Corporativo. Disponível em: <[https://beecorp.com.br/ginastica-laboral/#quem](https://beecorp.com.br/ginastica-laboral/#quem)>. Acesso em: 08 de ago. de 2021.

Autor

Jessica Severino
Jessica Severino
Formada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo IFSP e em Educação Física com foco na promoção da saúde, é apaixonada por tecnologia e esportes. O mundo Frontend faz seus olhos brilharem, mas é no crossfit que seu coração bate mais forte. Acredita que a tecnologia faz do mundo um lugar melhor e que café é essencial a vida humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *