SQL, NoSQL ou NewSQL: Qual banco de dados usar? - Blog Accurate Blog Accurate

Banco de Dados

SQL, NoSQL ou NewSQL: Qual banco de dados usar?

Em tempos de Big Data a consulta e análise de dados da empresa precisa ser ágil e não tão custosa para os negócios, e nesse momento entram tecnologias de banco de dados como SQL, NoSQL ou NewSQL.

Tais tecnologias podem trazer eficiência e economia de custos e processos no dia a dia da empresa. 

No entanto, é preciso entender qual o melhor modelo a ser utilizado nos processos para assim garantir a maior eficiência possível da ação. 

Continue acompanhando este conteúdo e saiba de forma rápida o que é SQL, NoSQL e NewSQL, assim como o melhor modelo para ser utilizado conforme a necessidade.

Entendendo SQL, NoSQL e NewSQL

SQL é a sigla para “Structured Query Language”  e designa uma tecnologia capaz de executar vários comandos para criar, alterar, gerenciar, consultar, entre outras no seu banco de dados.

NoSQL por sua vez é a sigla para “Not Only SQL”, onde a linguagem SQL não é a linguagem principal para consulta e acessos ao banco de dados, buscando melhor escalabilidade e relação com bancos não tão eficazes. 

Já NewSQL é a união do melhor de cada uma das linguagens para o processo de consulta e análise de bancos de dados da empresa.

A grande diferença entre os dois primeiros modelos é que NoSQL consegue captar dados de diversos bancos de dados, no entanto, dependendo da estruturação só é possível captar as últimas alterações realizadas.. 

Enquanto SQL consegue varrer todos os dados disponíveis, no entanto, só se comunica com um único tipo de linguagem. 

Já o NoSQL consegue varrer e se comunicar com no mínimo quatro tipos de bancos de dados: Documento, Colunas, Grafos, Chave-valor

Enquanto isso o NewSQL, junta a linguagem tradicional do SQL com a escalabilidade do NoSQL, tudo indo garantindo o melhor dos dois mundos. 

Vantagens de utilização de SQL, NoSQL e NewSQL

Cada banco de dados possui características únicas, e portanto devem ser utilizados de forma adequada a cada negócio. 

Um banco não tem só como objetivo armazenar a informação, mas também deve dispor de formas para acessá-la. 

Essa disposição dos dados influenciam em aspectos de performance, disponibilidade, consistência e isolamento.

Por exemplo, um banco de dados SQL prioriza consistência de dados ao invés de alta disponibilidade, e portanto é mais utilizado em situações onde o dado precisa ser consistente. 

Em contrapartida, para garantir a consistência o SQL sacrifica a escalabilidade, sendo possível somente escalar o hardware.

Já um banco de dados NoSQL pode ser utilizado em algumas situações que exigem um tratamento específico da informação.

Por exemplo, podemos classificar o NoSQL em algumas subcategorias: Documental, Grafos, Colunar e Chave-Valor. 

Um banco NoSQL Documental é excelente para estruturas de dados não definidas, pois podemos armazenar a informação sem precisar definir uma estrutura prévia. 

O banco em grafo, por sua vez, já é mais utilizado em cenários de IoT ou até em redes sociais, pois permite estabelecer relações entre entidades e portanto é utilizado para criação de motores de sugestões, análises de fraudes entre outras.

Um ponto a se ressaltar é a importância de entender bem o problema, pois as arquiteturas modernas podem combinar esses vários bancos a fim de extrair e suprir os pontos fortes e fracos de cada um.

Mas afinal, qual o melhor banco de dados? SQL, NoSQL ou NewSQL?

Tudo dependerá da estrutura de banco de dados e tecnologia que a sua empresa utiliza para a armazenagem de banco de dados. 

Se for uma linguagem única e compatível, o SQL é o mais recomendado, pois trabalha de forma efetiva na necessidade. 

No entanto, se há diversos bancos e diferentes linguagens o NoSQL ou até mesmo a mesclagem é a melhor opção. 

De qualquer maneira, tendo em vista o futuro e talvez até uma expansão dos bancos de dados, assim como o Big Data o mais recomendável seja o NewSQL. 

Contudo, o mais recomendável é que uma análise profissional seja realizada e assim decidida a melhor tecnologia a ser utilizada. 

Tipos de consultas utilizando SQL, NoSQL e NewSQL:

1 – SQL SERVER (SQL) 

SELECT
*
FROM TABELA

 WHERE NOME LIKE ‘%Nasc%’

2 – MongoDB (NoSQL) 

$filter= 

array ( ‘title’ => new MongoRegex(‘/.Nasc./i’) ) ;

3 – MariaDB (NewSQL) 

SELECT
*
FROM TABELA

 WHERE NOME = ‘NOME’ ORDER BY id_Nasc ASC;

Quais as diferenças entre elas?

As principais diferenças entre eles são: 

  1. Estrutura interna
  2. Linguagem de consulta

Estrutura interna 

O SQL /  newSQL mantém seus dados na forma de linhas e colunas nas tabelas, utilizando também para acessar os dados das tabelas.

Já o mongoDB(noSQL) armazena os dados na forma de JSON (JavaScript Object Notation) como o formato, ou seja, BSON (formato de codificação binária nos bastidores) que pode ter diversas estruturas de dados. 

BSON estende o modelo JSON e oferece outros tipos de dados, campos ordenados e dentre outras possibilidades. Sua implementação é leve e percorrível.

Linguagem de consulta 

O banco de dados SQL/ newSQL segue o padrão SQL como outros RDBMS. 

O MongoDB usa a sua própria linguagem de consulta baseada em json ( JavaScript ).

Accurate sempre com o melhor da Tecnologia

Com a Accurate, todos os projetos passam pelo crivo das melhores análises, realizadas pelos nossos profissionais. 

Veja mais sobre isso acessando o nosso site, e venha também fazer parte do nosso time acessando a página de carreiras e cadastrando seu currículo. 

Não deixe também de acompanhar nossas Redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e YouTube.

Continue acompanhando e compartilhando conteúdos do Blog da Accurate.

Artigo escrito por: Bruno Gualda, Edmundo Faria e Higor Galdino.

Autor

Accurate
Accurate
Inovação faz parte do nosso DNA, nascemos com a missão da “busca constante de domínio de novas tecnologias de informação para fornecermos as soluções mais adequadas às necessidades do negócio dos nossos clientes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *